14 de mar de 2009

SANTA INÊS COMEMORA SEUS 42 ANOS

A cidade de Santa Inês esta hoje um pouquinho mais velha, a cidade completa 42 anos de emancipação política. Cortada por duas rodovias federais e a ferrovia Carajás, a cidade possui uma população de 76 mil habitantes, e continua a receber centenas de novos moradores vindo de varias regiões do Brasil. Em buscam novas oportunidades.

História

Conhecida primitivamente como “Ponta da Linha”, por estar localizada, em 1884, no final da via férrea construída pela Companhia Progresso Agrícola para percorrer as plantações de cana-de-açúcar que abasteciam o Engenho Central, em Pindaré-Mirim, Santa Inês deve sua origem a esse importante empreendimento agroindustrial.

Com o encerramento das atividades produtivas do Engenho Central ,por volta de 1910, a população de “Ponta da Linha” passou a dedicar-se à cultura de algodão, arroz, milho e mandioca, porém continuou dependendo de Pindaré-Mirim, a quem era subordinado administrativamente e por onde sua produção era escoada. Muito procurado por famílias nordestinas, que constituem atualmente, com seus descendentes, mais da metade da população local, o povoado cresceu rapidamente, a ponto de, no início da década de 60, tornar-se mais importante, em termos demográficos e econômicos, do que a sede do município a que pertencia.

A 14 de março de 1967, o antigo povoado de “Ponta da Linha”, já então conhecido como Santa Inês, conquistou sua autonomia. Beneficiado pela passagem da BR-222 e da Estrada de Ferro Carajás em sua sede, o município de Santa Inês é atualmente um dos mais importantes do Estado, tanto pela força de seu comércio e de sua agricultura como pela instalação, em seu território, de um distrito industrial que abriu largas perspectivas para seu desenvolvimento


Por: Wlyssys Yguana, com informações de wikipedia e imirante

Nenhum comentário: