6 de jul de 2011

Justiça colocará na internet lista de foragidos em todo o país

Um novo passo no combate ao crime foi dado nesta semana, com a criação de um banco que reunirá mandados de prisão expedidos em todo o país. A resolução, aprovada pelo CNJ (Conselho Nacional de Justiça), dá seis meses para que os tribunais cadastrem todos os mandados de prisão em vigor. O cadastro ficará na internet à disposição da sociedade.

O banco promete agilidade na troca de informações sobre pessoas procuradas pela Justiça, que hoje é muito falha no país, explica o conselheiro Walter Nunes, do CNJ.
- Os tribunais não se comunicam e geralmente quem reúne informações é a polícia, mas de forma muito rudimentar.
De acordo com ele, o sistema funciona mal devido às grandes proporções do país, à falta de padronização no registro dos procurados e à grande quantidade de homônimos.

- Hoje, é muito comum a pessoa presa em flagrante já ser procurada pela Justiça de outro Estado e não se ter notícia disso, principalmente em locais muito distantes.
Agora, os registros devem conter, obrigatoriamente, todos os dados que identifiquem o procurado, com foto e número do mandado de prisão, para que não haja confusão entre homônimos.

- Como o sistema ficará online, poderá ser acessado por policiais em blitz e até por empresas antes de contratarem funcionários.
A norma determina que a polícia de qualquer cidade ou Estado poderá efetuar a prisão registrada no banco de mandados do CNJ.

A informatização de dados permitirá agilidade na alimentação e atualização do cadastro. Para acrescentar um novo mandado ou retirar do ar aquele que tenha sido revogado, o prazo máximo é 24 horas. Esse também será o prazo para que o juiz de determinado local tome conhecimento de que a pessoa citada em seu mandado foi encontrada.

A criação do banco foi determinada pela Lei n. 12.403/2011, que entrou em vigor segunda-feira (4). É a mesma norma que estabeleceu medidas alternativas à prisão a quem for pego cometendo crimes leves.

Fonte: R7

Google bloqueia aplicativo que migra dados do Orkut para Facebook


Aplicativo Migrakut foi bloqueado pelo Google. Segundo a empresa, ferramentas automáticas não são permitidas (Foto: Reprodução) 
Aplicativo Migrakut foi bloqueado pelo Google.
Segundo a empresa, ferramentas automáticas
não são permitidas (Foto: Reprodução)
O Google bloqueou o aplicativo MigraKut utilizado por usuários do Orkut para migrar o conteúdo do site para o Facebook. Segundo o criador da ferramenta, o brasileiro Rafael Zanoni, o bloqueio começou entre 16 e 17 de junho.

Lançado em março deste ano, o Migrakut atingiu a marca de 1 milhão de usuários em 14 de junho. Ao ser instalado no Facebook, o aplicativo permitia transferir os álbuns do Orkut para a rede social criada por Mark Zuckerberg.

Na terça-feira (5), o Facebook havia bloqueado uma ferramenta que permitia aos usuários exportarem seus contatos para o Gmail. Chamado de Facebook Friend Exporter, o programa, que é uma extensão do navegador Chrome, era usado por usuários da rede social Google+ para recriar sua rede de contatos.

O Google confirmou ao G1 que não permite que usuários utilizem ferramentas automáticas para retirar conteúdo. No entanto, Zanoni alega que o Migrakut não removia o conteúdo do Orkut. “O aplicativo copiava os dados e transferia para o Facebook, para que o usuário tivesse as fotos nas duas redes. Além disso, a ferramenta não era automática, já que as pessoas precisavam selecionar as fotos antes da transferência”, explicou.

O Google ainda disse que mantém ferramentas on-line para que seja possível que cada internauta remova seus dados de qualquer plataforma do Google. “O Google acredita que os dados confiados a suas plataformas pertencem aos usuários. Ou seja, o internauta tem toda liberdade de retirar suas informações a qualquer momento”, explicou a companhia.
Fonte: G1

4 de jul de 2011

Filme de ficção narra o fim do Rio Grajaú dentro de alguns anos

Rio Grajaú Entra a Vida e a Morte”. Este é o nome do mais novo filme do maranhense Itamar Lima. O longa-metragem narra a história de um pescador que tem previsões sobre o fim do Rio em alguns anos e retrata a realidade sobre a preservação do meio ambiente, além de alertar para as conseqüências futuras que haverá de acontecer se a população não tomar iniciativas.
A dupla de diretores maranhenses, Itamar e Edvan Santos disseram que estão muito satisfeitos com o novo trabalho e, a partir do dia 23, já se prepararam para as críticas e elogios do público. Em entrevista à TV Remando, afiliada Rede Record, eles destacaram as dificuldades de fazer um projeto como esse.Eles aproveitaram a oportunidade e agradeceram aos poucos patrocinadores e falaram da importância de um projeto como esse tanto para o município de Bela Vista do Maranhão, local onde foi gravado, quanto para qualquer um que assiste e reflete a sua mensagem.
O Diretor Derleon Pereira, amigo da dupla que produziu “Rio Grajaú”, disse que está muito feliz pela iniciativa em fazer algo tão importante entre as partes e também que eles estão de parabéns pela coragem de fazer um projeto como esse, “porque Meio Ambiente não é assunto que agrada a todos, muito menos quando deixa os ‘romances’ de lado e focaliza somente nos temas ambientais”.
Finalizou dizendo que o filme está muito descontraído e sempre tem aquela pitadinha de comédia e muito drama. Vale a pena assistir até porque alguns atores estarão no próximo filme, “Todo Mundo em Crise”, uma comédia de Derleon Pereira.

Fonte: Grajaú de Fato

2 de jul de 2011

Morre o senador e ex-presidente da República Itamar Franco

O senador e ex-presidente da República Itamar Franco (PPS-MG) morreu aos 81 anos neste sábado (2), em São Paulo.
Itamar estava internado no Hospital Albert Einstein, na capital paulista, desde o dia 21 de maio para tratar de uma leucemia. De acordo com os médicos, o ex-presidente reagiu bem ao tratamento da leucemia, mas desenvolveu uma pneumonia grave. Por conta disso, acabou sendo transferido para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI).
Ele passou o aniversário de 81 anos, completados em 28 de junho, na UTI do hospital.
Na sexta-feira (1º), boletim médico divulgado pelo hospital dizia que o estado de saúde de Itamar era grave e que o senador respirava com ajuda de aparelhos.

De acordo com o senador Aécio Neves (PSDB-MG), o corpo do ex-presidente deve ser velado em Juiz de Fora, neste sábado, e depois seguirá para o Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte, onde será novamente velado no domingo.

Fonte: G1