31 de jan de 2008



DJ Sérginho Costa faz sucesso como MC Créu e conquista o funk carioca
Por:JR.Vital
Foto:Fernanda Dias


O que começou como uma brincadeira se tornou em um dos maiores fenômenos do funk atual. O reconhecido DJ e produtor Sérginho Costa é atualmente um dos mais tocados e lembrados MCs da cena carioca. Para quem não sabe Sérginho é o autor e interprete do sucesso "Dança do Créu", a música foi tão bem aceita que o DJ passou a atuar sobre a alcunha de MC Créu. "As coisas começaram meio que de brincadeira. Quando fiz a música pensei em dar para outra pessoa gravar, mas quando fui mostrar para meu empresário Aguinaldo Silva, ele adorou e disse que iria divulgar, levou para algumas rádios e a música começou a ir muito bem", conta o DJ.
Sérginho Costa começou sua carreira muito cedo, aos 12 anos ele já era o DJ oficial das festas da vizinhança no bairro de Bangu, onde mora até hoje. Logo em seguida começou a atuar no mercado profissional e em pouco tempo já estava produzindo faixas de artistas como Mister Catra, Tati Quebra Barraco e Bonde do Tigrão, entre outros. "Mesmo na época em que não havia glamour no funk eu já gostava do estilo. Hoje em dia é simples gostar de funk , ou fazer funk, mas quando comecei era muito descriminado", revela Sérgio Costa.
Sérginho mostra que é humilde e relembra que para chegar onde chegou contou com uma grade ajuda. Sem saber o que aconteceria, o maior incentivador da carreira de Sérginho Costa, foi o apresentador Sílvio Santos, que na época apresentava o programa Porta da Esperança e deu ao DJ as pick ups que fizeram sua carreira deslanchar. "Eu escrevi a carta e fui ao programa, depois que ganhei o equipamento minha carreira deslanchou, pois foi a partir daí que comecei a fazer bailes", explica.
Ainda surpreso com o sucesso feito com sua faixa, MC Créu tem tido uma agenda lotadissíma e vem se revezando para poder dar conta de todas as suas atividades, afinal, além de MC e produtor, Sérgio também é empresário e possui uma danceteria em Sepetiba, a Girus.
O artista é um dos grandes talentos do funk e seu estilo debochado lhe rende o reconhecimento não só dos funkeiros que perdem a linha quando a "Dança do Créu" toca, mas também das crianças que adoram a música. "As crianças sempre que me veem dizem: Olha o Créu ali, e acabam cantando a música, é muito gratificante", diz Sérginho, que é pai de uma menino de 6 anos que canta a música o tempo todo.Para quem ainda não conhece a revelação do Tamborzão do momento,é só contratar que não vão se arrepender!!! E para os internautas,Mc Créu tem Orkut,é só pesquisar...






Mais informações:http://www.alorio.com.br/noticias.php?id_noticia=77

24 de jan de 2008

PROGRAMAÇÃO CARNAVAL 2008 - GRAJAÚ




25/01 Baile a Fantasia

O Melhor Baile a Fantasia do Maranhão

acontece em Grajaú, prepare sua Fantasia e venha fazer parte desta alegria.

Local: Lions Clube


Grajaú 26/01 Baile da Saudade

Venha lembrar dos velhos Carnavais

neste Baile que ja virou tradição em Grajaú.

Local: Clube Recreativo Cult. Grajauense


Grajaú 27/01 Almoço com as Estrelas

Local: Usina Café - Grajaú


31/01Baile dos 50tões

Horário: 16h Local: Centro Comunitário Conviver - Grajaú


01/02 Baile Cheiro da Mata

A MAIOR E MELHOR FESTA CARNAVALESCA DE GRAJAÚ.

Local: Clube dos Fazendeiros - Expoagra - Grajaú


03/02 Baile do Cheirinho

Horário: 10h

Local: Clube Recreativo Cult. Grajauense - Grajaú

CARNAVAL

HISTÓRIA DO CARNAVAL


Para alguns pesquisadores o Carnaval tem raízes históricas que remontam aos bacanais e a festejos similares em Roma; alguns historiadores mais ousados chegam mesmo a relacionar o Carnaval a celebrações em homenagem à deusa Ísis ou ao deus Osíris, no Antigo Egito. Uma outra corrente acredita que a festa iniciou-se com a adoção do calendário cristão.
A festa carnaval teve seus primeiros relatos em Roma XI. Em Roma havia uma festa, a
Saturnália, em que um carro no formato de navio abria caminho em meio à multidão, que usava máscaras e promovia as mais diversas brincadeiras. Essa festa foi incorporada pela Igreja Católica, e segundo alguns a origem da palavra Carnaval é carrum navalis (carro naval). Essa etimologia, entretanto, já foi contestada. Actualmente a mais aceita é a que liga a palavra "Carnaval" à expressão carne levare, ou seja, afastar a carne, uma espécie de último momento de alegria e festejos profanos antes do período triste da quaresma.
Em
1091 a data da Quaresma foi definitivamente estabelecida pela Igreja Católica; como consequência indireta disso, o período de Carnaval se estabeleceu na sociedade ocidental, sofrendo, entretanto, certa oposição da Igreja, na Europa. Embora alguns papas tenham permitido o festejo, outros o combateram vivamente, como o Papa Inocêncio II.
À seqüência do
Renascimento o Carnaval adotou o baile de máscaras, e também as fantasias e carros alegóricos. Ao caráter de festa popular e desorganizada juntaram-se outros tipos de comemoração e progressivamente a festa foi tomando o formato atual, que se preserva especialmente em regiões da França (ver Mardi Gras), Itália e Espanha


CÁLCULO DO DIA DO CARNAVAL


Todos os feriados eclesiásticos são calculados em função da data da Páscoa. Como o domingo de Páscoa ocorre no primeiro domingo após a primeira lua cheia que se verificar a partir de 21 de março, e a sexta-feira da Paixão é a que antecede o Domingo de Páscoa, então a terça-feira de Carnaval ocorre 47 dias antes da Páscoa e a quinta-feira do Corpo de Deus ocorre 60 dias após a Páscoa.