26 de mar de 2009

ÍNDIOS FAZEM TRÊS REFÉNS NA ALDEIA ANGICO TORTO

De acordo com o Jornal O GLOGO, índios da etnia Guajajara mantêm, desde a tarde de terça-feira, um funcionário da Fundação Nacional do Índio (Funai), o motorista de um caminhão e um ajudante reféns na aldeia Angico Torto, localizada a 40km da sede da entidade na cidade de Arame, a 476 quilômetros de São Luís. Os indígenas fazem uma série de exigências, dentre elas, melhorias na área de infraestrutura da aldeia e querem ser recebidos em audiência pelo presidente da Funai, em Brasília. As primeiras informações sobre a ação dos índios dão conta que os reféns estão bem. Eles teriam ido à aldeia para fazer a entrega de material.

Nenhum comentário: