23 de dez de 2010

MORADORA É DETIDA APÓS CONFUSÃO NA INVASÃO DAS CASAS POPULARES.

Uma faca foi responsável pela prisão da invasora que teria tentado uma briga com outro morador.

A DP (Delegacia de Policia) recebeu hoje pela manha, a viatura da Policia Militar que transportava 03 (três) pessoas, acusadas de tentarem se esfaquear no recinto das casas populares. Os autores foram; Nicinha da Silva de 40 anos moradora do bairro Expoagra e Luis Lima que era morador do assentamento Nova Conquista na região do povoado Flores. Sua esposa disse que; quando aconteceu a invasão das casas ela estava apenas observando a que ela tinha escolhido. Mas dona Nicinha invadiu a residência colocando seus móveis, ocupando um local que segundo a esposa de Luis já estava de olho na casa.

Na Delegacia vieram várias pessoas testemunhar a favor de dona Nicinha, que segundo eles o Srº Luis era quem tinha pegado a faca para furar dona Nicinha, mas foi impedido quando acabou tropeçando e caindo, o delegado de Policia Civil Drº Idaspe Perdigão em conversa com estas pessoas disse que; as casas não pertence ainda a ninguém para estarem brigando, e que até o prazo determinado pela justiça da desocupação hoje dia 23 de Dezembro não fosse cumprido a Policia usará a força bruta.

A faca foi presa pela Policia e aberto inquérito, contra os acusados para investigações maiores. Dona Nicinha estava nervosa e falava muito acusando o Srº Luis de ser o autor da confusão a Policia ouviu os dois a moradora foi detida para mais averiguação do caso.
Os moradores reclamam da demora na entrega das casas populares, mas segundo a secretaria de assistência social na pessoa de Rosicléia Albuquerque, que é a secretária, a secretaria nada tem haver com as casas populares, isto é um programa em que a assistência social, apenas trabalhou no cadastro e na triagem das família. Segundo a secretária as residências ainda não tinham sido entregues devidos algumas irregularidades, que deveriam ser reparadas pelo governo municipal.


A secretaria vem prestando um trabalho de assistência a estas pessoas nas áreas de cultura, como; costura artesanatos fontes de rendas para que cada família fizesse seu comercio local para adquirir renda. E estas residências apensas são para dar suporte e apoio aquelas famílias que não tem casa.

A secretaria informou ainda que novas triagem serão feitas para fazer o cadastramento de famílias, enquanto isso eles tem que o mais rápido possível desocuparem a área para que tudo possa ser organizado novamente.

Fonte: Blog Realidade na Tela

Um comentário:

Alexandre Oliveira disse...

Caríssimo,
Deu um problema no domínio do ovianense.com, por favor ajuste em sua lista para o novo endereço: ovianense2.blogspot.com. Agradeço! Att. Alexandre Oliveria de OVianense.COM