2 de jul de 2009

Repórter humorístico diz que foi agredido por seguranças do Senado

Segurança de José Sarney (PMDB-AP) segura Danilo Gentili, do programa humorístico 'CQC', que tentava entrevista com o presidente do Senado

Foto: Dida Sampaio/Agência Estado
(Foto: Dida Sampaio/Agência Estado)

Ao tentar entrevistar o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), nesta quarta-feira (2), o repórter do programa humorístico Custe o Que Custar (CQC) Danilo Gentili foi derrubado por um dos seguranças que faziam o isolamento do presidente da Casa. O episódio ocorreu por volta das 14h, quando Sarney chegava ao Senado para presidir a sessão desta quarta.

Gentili tentava perguntar a Sarney "como ele se sentia sabendo que não é tão poderoso quanto pensava", quando os seguranças agiram. "Primeiro fui empurrado e depois eles me jogaram no chão", explica Gentili.

Na saída, Sarney foi cercado por vários jornalistas, fotógrafos e cinegrafistas. Mesmo assim, saiu do Senado sem dar declarações sobre a crise que a Casa vem passando. Ao tentar novamente abordar Sarney, os integrantes da equipe afirmaram que voltaram a ser agredidos, desta vez com "socos e pontapés".

Segundo a Polícia do Senado, os integrantes do "CQC" estavam bloqueando a entrada do presidente. Ao ser agarrado por um dos seguranças, Gentili teria se jogado no chão. O repórter, ainda na versão da polícia, teria batido com a mão no chão para fazer barulho e, em seguida, teria comemorado a conquista da imagem do ocorrido

FONTE: G1

Nenhum comentário: