15 de jul de 2009

OBRAS DE RECUPERAÇÃO DA MA - 006 PASSA POR INSPEÇÃO

O secretário de Estado de Infraestrutura, Max Barros, inspecionou os serviços de recuperação da MA-006 sexta - feira passada (10). O trecho em obras vai desde o entroncamento da rodovia estadual com a BR-222 até a cidade de Grajaú, e tem vários pontos na iminência de corte. O prefeito de Grajaú, Mercial Arruda (DEM), e os deputados estaduais Chico Gomes (DEM) e Tatá Milhomem (DEM) acompanharam o secretário.

As obras fazem parte do programa emergencial de recuperação das estradas maranhenses. Desde a semana passada, empresas contratadas pela Sinfra estão trabalhando no interior para dar condições de tráfego às rodovias mais afetadas pelas chuvas.

Os serviços nos trechos que compreendem a MA-006, entroncamento com a MA-106, entre Pinheiro/Santa Helena e Cururupu; e a MA-303, entre Cururupu e Serrano, ambos na Baixada Maranhense, foram iniciados no último dia 3.

Em Grajaú, Max Barros ressaltou que já havia reivindicações constantes da população local por medidas que garantissem o tráfego seguro de veículos nos 216 km de extensão da MA-006.

Para o deputado Carlos Alberto Milhomen, a garantia de tráfego na MA-006 resultará em incremento do desenvolvimento da região. Ele apontou o tempo que a estrada ficou sem passar por intervenções significativas como principal responsável pela deterioração do trecho.

- O desenvolvimento do Maranhão sempre passou pelas estradas e aqui não poderia ser diferente. Essa estrada foi construída há muitos anos e nunca foi conservada, nem recuperada, porque os governos anteriores nunca deram importância aos cidadãos, principalmente a nós, sertanejos-, reiterou o deputado, que é de Barra do Corda.

De acordo com o presidente do Sindicato do Gesso (SINDUGESSO), Carlos Araújo, a indústria é extremamente dependente da MA-006 e perdeu dinheiro por causa das péssimas condições da estrada. - Dependemos da MA-006 como dependemos da 226, porque são elas que fazem o fluxo do nosso gesso-, explicou.

Segundo ele, a recuperação dos trechos mais atingidos pelas erosões provocadas pelas fortes chuvas deste ano, representa uma melhora significativa para o empresariado local.

Fonte: Portal da Amazônia

Nenhum comentário: