4 de fev de 2011

Secom diz que lobista procurado pela PF nunca foi assessor do vice-governador


Secom do Governo do Estado informa que o lobista João  Batista Magalhães nunca exerceu cargo de assessor no gabinete do deputado federal Washington Oliveira no período em que ele esteve no mandato por mais de um ano.
E mais: que Magalhães não faz parte do quadro de assessores da vice-governadoria. Mas a nota informa que o lobista é conhecido de  Washington Oliveira.
João Santana Magalhães, segundo o blog foi informou, atuava como assessor do gabinete de Oliveira durante seu mandato e percorria ministérios atuando em nome do então parlamentar.
Três deputados federais confirmaram hoje ao blog a atuação e a companhia dos dois sempre no dia a dia, inclusive no gabinete de deputado na Câmara Federal. Pode até não ter pertencido ao gabinete como funcionário oficial, mas prestava serviços em assessoramento para negócios.
Tenho informações valiosas que não posso mais revelar em atendimento as orientações da Polícia Federal para que não atrapalhe as investigações, que apontam forte ligação do vice-governador nas atividades de lobista de Magalhães, inclusive junto ao Incra.
O lobista tem prisão decretada pelo Tribunal Regional Federal por envolvimento em lavagem de dinheiro de programas federais para a prefeitura de Barra do Corda. Ele permanece foragido, assim como o prefeito Nenzim e sua esposa Santinha. Nove pessoas estão presas e serão deslocadas ainda hoje para Brasília.
Recebí informações de que o vice-governador esteve em Brasília, acompanhado do lobista. no início desta semana. E mais: que o carro que Washington Oliveira circulava em São Luís e pelo interior do Maranhão, durante a campanha, é de propriedade do lobista.
Magalhães teria resolvido alguns pepinos para o vice-governador, que deixou cheques voadores da ordem de R$ 600 mil espalhados pela cidade, na campanha de 2006.
Hoje também recebi informações de que Washington Oliveira teria sido internado em um hospital de Brasília por causa de um mal estar sentido após um lanche.
O secretário de Relação Institucional, Rodrigo Comerciário, confirmou ao jornalista Marcelo Vieira, de O Debate, a permanência do vice no hsopital.
Em nota de assessoria de imprensa da vice-governadoria, informa que Washington Oliveira estava hoje, no período da tarde, despachando normalmente no gabinete, em São Luís. Mais tarde soube que ele chegou hoje. A internação foi fato, mas ontem.
Abaixo a nota da Secom:
NOTA DE ESCLARECIMENTO
A respeito de notas publicadas em blogs locais, envolvendo o nome do vice-governador, Washington Luiz, esclarece-se que existe uma tentativa de vinculá-lo a pessoas supostamente envolvidas na operação desencadeada pela Polícia Federal em Barra do Corda/MA.
Repudiamos essa tentativa descabida e esclarecemos o seguinte:
1.     João Batista Magalhães, um dos citados pela imprensa na operação mencionada, nunca exerceu cargo de assessor em seu gabinete na Câmara Federal, e nem exerce na vice-governadoria;
2.     João Batista Magalhães é conhecido do vice-governador dentre inúmeras pessoas que ele tem contato.

Nenhum comentário: