7 de fev de 2011

O MITOLÓGICO PEDRO DA CELESTINA RESOLVE CONTAR SUAS AVENTURAS PELO GRAJAÚ


O maior mentiroso não sabia que ficou famoso após a prisão do ladrão que roubou suas galinhas.
Foi uma grande repercussão entre internautas e visitantes, a matéria publicada pela nossa equipe sobre o comediante grajauense Pedro da Celestina. O fato veio a ser discutido, no momento em que Pedro chegou à Delegacia de Grajaú denunciando que suas galinhas teriam sido roubadas durante uma madrugada de inverno em que chovia muito.

Ao chegar à Delegacia, Pedro formatou a acusação ao ladrão, de início a Polícia não acreditou no mesmo, pois já conhecia suas crônicas e histórias e fantasias criada pelo belo artista da mentira. Mas de tanto contar fatos cômicos, alguém um dia pelo menos uma vez tem que falar a verdade. 

Foi neste dia que Pedro por ironia do destino, decidiu contar à Polícia uma verdade, que deixou muita gente intrigada com o assunto na Delegacia. 

Quando procurado por nossa Equipe, o grande mentiroso contou a sua mais pura verdade, disse que; “Em sua humilde casa acordou por volta das 02h00min da manhã, quando a chuva tomava por completa a cidade de Grajaú. Pedro disse que levantou para olhar se nada molhava dentro de casa, pois havia respingos de cima do telhado para dentro de casa, durante a chuva ouviu segundo ele suas galinhas cacarejarem”. Pensou? Deve ser por causa da chuva, e foi deitar-se sem preocupação, na manhã seguinte olhando no quintal lá estavam as poucas aves que sobraram.

Gritou, mamãe roubaram nossas galinhas, disse que esbravejou, zangou-se, mas resolveu procurar as 30 (trinta) aves. “Saiu perguntando aos vizinhos se não viram alguma galinha sendo vendida nas ruas, ou se não encontraram algum suspeito, mas ninguém deu informações.” O próprio Pedro saiu procurando, então para a surpresa de Pedrão, deu de cara com suas galinhas em uma barraca de comida nas margens da MA 006. Ele recebeu pelo comprador o nome do vendedor, voltou em casa e viu o seu quase vizinho dormindo embriagado após o roubo das galinhas. Então foi daí que tudo começou: a prisão a polemica, as discussões e opiniões.

Daí então o internauta já sabe do que se trata, já conhece todo a história da prisão do acusado do roubo, aqui nós só queremos mostrar o que o Pedro disse após descobrir que ficou famoso.

Ele ficou surpreso quando soube que a reportagem ao seu respeito despertou tantos comentários, e o grande Pedro começou a relatar seus fatos, pedi para ele contar uma das mentiras Dele.
Pedro disse obs.: “Eu ultimamente não conto mais mentiras não porque isso tem me causado um prejuízo grande”. Disse ele, mesmo assim Ele rapidamente contou uma mentira lá tão discreta que nossa Equipe não percebeu.

“Eu fui pescar, gosto muito de pescar com meus amigos, e quando jogo a tarrafa (material feito de linha de pesca para prender peixes) no rio, e ela engancha, vou buscar, porque tarrafa minha não rasga, às vezes estou com uns dois ou três parceiros, quando mergulho passo meia e até uma hora no fundo da água. Os companheiros pensam e dizem: morreu, mas de repente  apareço.” Obs.: internautas meia ou uma hora no fundo do rio.

Essa passou por mim sem eu perceber que era uma mentira, minutos depois pedi para ele repetir, daí então caiu à ficha, minha Equipe ficou chocada com a mentira. (risos)
Ele acabou contando que um dia pegou uma sucuri (cobra da água), e ao perceber que a mesma estava com a barriga grande, abriu de faca para ver o que estava depositado naquela tamanha cobra. De repente? (pasmem) dentro da sucuri tinha um jumento (animal do sertão nordestino) sentando em um banco de madeira na beira de um fogo chupando cana. (risos) francamente esse Pedro exagerou.
Para finalizar os fatos de Pedro da Celestina, ficou à vontade quando pedimos para se posicionar para uma fotografia, relaxou e usou as duas mãos no joelho do nosso motorista e no meu também, ainda foi irônico afirmou. “é para ficar elegante mais do que vocês”.
Ainda aproveitou a oportunidade, e pediu para irmos até seu quintal onde estavam as ultimas galinhas que sobraram, pois queria uma foto junto com elas, seja feito o seu pedido Sr. Pedro vamos à foto, observe que ele mostra as galinhas com todo orgulho.Quando abria a porta do galinheiro para entrarmos, Pedro ainda brincou comigo que tinha há menos de 2 dias cordado o cabelo por inteiro, ele disse: sua cabeça meu caro repórter está igual a do mala que eu mandei prender. (risos)
Pegou pesado comigo em Pedro? Mais a vida é assim entre altos e baixos, vamos observando o nosso cotidiano ao nosso redor, um dia alegre, um dia triste, uns dias zangados, outros dias chorando e outros mentindo.

É assim um pouco da historia de Pedro da Celestina, vive como Deus lhe deu a vida.
Há antes de terminar, o grande Pedro disse que queria fazer uma denúncia, informou á nossa Equipe, que os moradores do povoado Tamboril estão colocando arma nos pescadores, às margens do rio Grajaú para não pescarem naquela região. E queria que a imprensa fizesse uma reportagem denunciando o caso.

Mas vamos analisar, opa!  Pedro será que não é mais uma de suas mentiras?
Deixa as águas rolarem e a vida do grande Pedro vai passando com seus fatos históricos.
Esse é mais um relato sobre o Sr. Pedro Francisco da Costa de 61 anos, morador de Grajaú há 49 anos. Popular Pedro da Celestina.

Fonte: Blog de Olho em Grajaú

Nenhum comentário: