4 de fev de 2011

Governadora assina nomeação de 372 policiais militares


Handson Chagas

A governadora Roseana Sarney assinou, na manhã desta quinta-feira (3), o ato de nomeação dos 372 policiais militares que concluíram recentemente o Curso de Formação de Soldados PM 2010. Na ocasião, ela estava acompanhada do secretário-chefe da Casa Civil, Luís Fernando Silva.

“A segurança é uma prioridade do governo e o que buscamos é levar tranqüilidade a todos os maranhenses, com investimentos em obras, projetos e em pessoal. Esses policiais passaram por um treinamento qualificado e atualizado e estão preparados para defender a sociedade e combater o crime”, declarou Roseana Sarney.

Segundo o secretário de Segurança Pública, Aluísio Mendes, 50% dos homens serão lotados no interior do estado e 50%, em São Luís. Os nomeados estarão nas ruas na próxima segunda-feira (7), reforçando o trabalho de combate à criminalidade no Maranhão.

A distribuição do efetivo ocorreu ainda durante o curso, que seguiu os preceitos da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp). Com a nomeação, o Maranhão passa a dispor de 7.900 policiais militares.

“Estamos buscando a recomposição do efetivo da Segurança, que além do descaso sofreu com a aposentadoria de muitos homens. A governadora, sensível à questão, além de convocar essa turma, já autorizou a realização de novo concurso público para a área”, declarou o secretário.

De acordo com Mendes, o edital do concurso deve ser publicado no mês de março. No próximo certame, serão oferecidas mil vagas para a Polícia Militar, 250 para a Polícia Civil e 250 para Agente Penitenciário, com quantitativo regionalizado.

Investimentos estruturantes

Além da qualificação e preparação de pessoal, o Governo do Estado está realizando investimentos estruturantes na Segurança Pública. Em menos de dois anos, foram construídos delegacias e postos da PM em municípios como Cururupu, Pinheiro, São Vicente Férrer e São João Batista.

A Secretaria de Segurança Pública firmou parceria com 79 Prefeituras para doação de terreno que abrigará Complexos de Polícias, que englobam delegacia e Batalhão da Polícia Militar - o primeiro deles foi inaugurado no município de Carutapera.

O governo também reformou e/ou ampliou as delegacias de João Lisboa, São Pedro da Água Branca, Viana, Arari, Mirador, Santa Helena, Caxias, Matinha e Grajaú. As unidades de Davinópolis, Açailândia, Cidelândia, Porto Franco e Vila Nova dos Martírios estão com obras em andamento, assim como as de Buriticupu, Amapá do Maranhão e São João do Sóter e ganharão serviços de recuperação as de Miranda do Norte, Bacabal, Santa Inês.

Cinco novas unidades prisionais serão construídas este ano, em parceria com o Departamento Penitenciário Nacional (Depen), incluindo as dos municípios de Bacabal e Santa Inês. Com isso, serão abertas 1.500 novas vagas para presos. No momento, estão em construção o presídio de Imperatriz (com vagas para 210 detentos) e o prédio do Instituto Médico Legal (IML) de Timon (em parceria com a Companhia Energética do Maranhão - Cemar).

Em São Luís, foi construído o Presídio Feminino (210 detentas), ampliado o Presídio São Luís (prédio anexo, com capacidade para 216 detentos) e realizadas reformas na Delegacia Especial da Mulher, na enfermaria do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, no Heliponto do Grupo Tático Aéreo, na Corregedoria e na sede da Delegacia Fazendária (Defaz).

Nenhum comentário: