2 de jul de 2010

Chapa majoritária apresenta bases do programa de governo



O PcdoB, o PSB e o PPS apresentaram na manhã desta quinta-feira, 01, em entrevista coletiva, a chapa majoritária constituída pelos três partidos e que disputaráas eleições de outubro. Participaram do evento o candidato ao governo do estado, deputado federal Flávio Dino (PCdoB), a candidata a vice-governadora Miosótis Lúcio (PPS) e o candidato ao Senado José Reinaldo Tavares (PSB), vários candidatos a deputado federal e estadual e militantes petistas.

Além de apresentar os candidatos e abrir espaço para as perguntas da imprensa, o espaço serviu para a apresentação dos pontos-chave do programa de governo da chapa, que está sendo elaborado com a participação de líderes de movimentos sociais e da população em geral. Flávio Dino disse que considera fundamental a discussão do programa com a sociedade, uma vez que foi o relator do projeto que se transformou na lei 12.034/2009. A lei obriga o registro do programa de governo junto com o da candidatura da chapa majoritária.

Flávio Dino explicou quais serão as bases do seu programa de governo. “Buscamos o desenvolvimento das múltiplas vocações econômicas do estado, o desenvolvimento das políticas sociais e da saúde e da educação”, disse. Ele criticou a política dos grandes empreendimentos como “redentores do Maranhão”, e afirmou que ainda que sejam necessários os grandes empreendimentos, o caminho é alavancar a produção regional, priorizando os pequenos produtores da cidade e do campo. “O pólo de cerâmica em Itapecuru e o pólo gesseiro de Grajaú são exemplos de indústrias regionais com um amplo potencial de geração de empregos, mas que não recebem o devido incentivo”, avaliou.

O candidato ainda fez críticas ao sistema de saúde do estado e lembrou que as Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) inauguradas recentemente pelo governo do Estado são, na verdade, um projeto do governo Lula. “Vamos dar prosseguimento às ações que são do Ministério da Saúde. Tudo o que o governo federal planejar no Maranhão será executado”, garantiu Flávio Dino, ressaltando ainda que o seu governo deverá ter um tempero diferente nessa área. “Vamos dar destaque para a atenção básica e a atuação dos agentes comunitários de saúde”, afirmou.

O programa de governo também lista iniciativas para fortalecer a educação e a qualificação profissional no Estado, com a criação de escolas profissionalizantes estaduais e universidades regionais. E disse ainda que no seu governo deverá haver um “choque de honestidade”. “Não roubarei, não deixarei roubar, não empregarei parentes”, afirmou.

Fonte: Vermelho.org

Nenhum comentário: